Empresa

NDT INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS, é uma empresa  com 12 anos de experiência a projetar, construir e comercializar imóveis na Europa e no Brasil. Procuramos qualidade e rigor nos nossos projetos numa linha atenta às inovações tecnológicas e arquitetónicas exigidas pelos mercados e a sua constante evolução.

Nossos investimentos, estão direcionados para projetos de urbanização e construção de moradias do tipo unifamiliar e multifamiliar, num enquadramento populacional de rendas controladas, mercado que assegura total garantia comercial no Brasil.

A construção civil é um dos segmentos mais representativos da economia brasileira, chegando a responder por cerca de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional. 

Isso se deve muito ao fato de ainda hoje, em pleno século XXI, termos um enorme déficit habitacional, mas com um mercado imobiliário completamente aquecido.

PARCEIROS, A nossa empresa conta coma a participaçãode de varios parceiros ligados ao setor economico da construção civil e publica, tais como empresas de econstrução, importadores e comerciantes de materiais de construção, gabinetes de arquitetrura e engenharia e imobiliárias locais e internacinoais.

 

Imagem 1 do post Empresa Imagem 2 do post Empresa Imagem 3 do post Empresa Imagem 4 do post Empresa



URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ

A CIDADE: REDENÇÃO - CE - BRASIL, o atual nome Redenção, oficializado em 1889, faz referência ao fato da cidade ter entrado para a história como a primeira no Brasil a libertar totalmente seus escravos. Isso ocorreu por declaração, em 1º de janeiro de 1883, resultante de sugestão de Deocleciano Ribeiro de Menezes. Os “libertadores”, importantes abolicionistas, vieram em comitiva prestigiar a solenidade do acontecimento, através da Estrada de Ferro de Baturité.

A atual cidade de Redenção, era conhecida como Acarape e pertencia à província de Baturité, em 1823. Teve como seus primeiros habitantes os índios tapuias, que vieram de Jaguaribe para habitar as margens do Rio Pacoti. O rio corta a região onde se formou uma pequena comunidade que vivia da pesca e agricultura.

Depois começaram a chegar alguns negros africanos que desembarcaram no Mucuripe e se espalhavam por muitos municípios do Ceará. Foi o primeiro núcleo de povoação para o surgimento do município. O povoado foi elevado à categoria de vila, em 28 de dezembro de 1868, pela Lei de n.º 1255, com o nome de Acarape, desmembrando-se do município de Baturité.

As primeiras manifestações religiosas aparecerão a partir da construção da primeira capela. A Freguesia se apoiou sob a Lei nº 1.242, de 20 de dezembro de 1868. O primeiro vigário foi o padre Antônio André Lino da Costa, nomeado no dia 10 de dezembro de 1869, havendo como registro de posse a data de 6 de fevereiro de 1870.

A Sociedade, criada no dia 8 de dezembro deste ano, era composta por cidadãos ilustres da Vila. Na época, o movimento abolicionista tomava conta do Brasil e Redenção foi a primeira a libertar seus escravos, o que aconteceu no dia 1º de janeiro, quando chegavam à então Vila, os ilustres abolicionistas José Liberato Barroso, General Antônio Tibúrcio, Padre Guerra, Justiniano de Serpa, José do Patrocínio e João Cordeiro, a fim de presenciarem a tão sonhada alforria dos 116 escravos da Vila.

Em 18 de março de 1842,  através de Ato Provincial desta data, passou a ser distrito policial de Acarape. E em 21 de agosto de 1871 teve a criação da primeira Câmara Municipal de Redenção.

REDENÇÃO HOJE, Redenção é um municipio brasileiro do estado do Ceará localizado a uma altitude de 88 metros acima do nível do mar e a 55 km de distância de Fortaleza. Faz parte do Polo Serra de Guaramiranga (região serrana de grande valor  turístico). O município recebe esse nome por ter sido a primeira cidade brasileira a libertar todos os seus escravos.

Segundo o ultimo censo, a Cidade tem cerca de 30.000.00 habitantes, no entanto a população tem vindo a crescer de forma considerável com o surgimento de varias unidades industriais em pleno funcionamento e novo polo industrial em construção com uma área de 350.000 m2 ( foto 5) onde serão instaladas cerca de 30 novas unidades de dimensões bem consideráveis para vários milhares de trabalhadores.
Para colmatar o desenvolvimento da cidade o MEC (Ministério da Educação e Cultura) implementou em 2008 um projeto universitário federal de grande escala contando já com varias unidades em funcionamento e vários milhares de alunos, designado por:

Imagem 1 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 2 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 3 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 4 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 5 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 6 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 7 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 8 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 9 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ Imagem 10 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ



UNILAB

Para colmatar o desenvolvimento da cidade o MEC (Ministério da Educação e Cultura) implementou em 2008 um projeto universitário federal de grande escala contando já com varias unidades em funcionamento e vários milhares de alunos, designado por:


UNILAB – UNIVERSIDADE DE INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO – BRASILEIRA. nasce baseada nos princípios de cooperação solidária em parceria com outros países, principalmente africanos, desenvolve formas de crescimento económico, político e social entre os estudantes, formando cidadãos capazes de multiplicar o aprendizado. São milhares de pessoas envolvidas entre estudantes, técnicos, docentes e colaboradores, é uma oportunidade de aproximar o interior do nordeste brasileiro a uma educação avançada. Quantitativo geral: Estudantes da Unilab (graduação, pós-graduação, presencial e a distância): 4.216 estudantes Cursos Presenciais: Graduação: 2.888 (por nacionalidade: Brasil: 2.084 | Angola: 72 | Cabo Verde: 87 | Guiné-Bissau: 473 | Moçambique: 26 | São Tomé e Príncipe: 77 | Timor Leste: 69) Pós-Graduação: 90? Pós-Graduação Stricto Sensu Presencial: 71 Cursos a Distância: Graduação: 481- Pós-Graduação: 686? http://www.unilab.edu.br/

NOVOS CURSOS UNILAB - (publicação em 21/06/16) .Os editais nº 59 e 60/2016 de concurso público, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) abriu vagas para provimento na Carreira de Magistério Superior em Institutos do Ceará. .O edital 59/2016 dispõe de vagas para profissionais com formação em Medicina e Residência Médica e Graduação em Medicina e Residência em Medicina de Família e Comunidade ou Título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade para lotação no Instituto de Ciências da Saúde. .O edital 60/2016 oferta vagas para profissionais com título de doutor em Engenharias e Engenharia Elétrica para lotação no Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável.

Imagem 1 do post UNILAB Imagem 2 do post UNILAB Imagem 3 do post UNILAB Imagem 4 do post UNILAB Imagem 5 do post UNILAB Imagem 6 do post UNILAB



ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

ENSINO TÉCNICO, é um nível de ensino enquadrado no nível médio dos sistemas educativos, referindo-se normalmente a uma educação realizadas em escolas secundárias ou outras instituições que conferem graus académicos ou diplomas profissionais.

Constitui uma modalidade de ensino profissional, orientada para a rápida integração do aluno no mercado de trabalho, com caraterísticas específicas que podem variar conforme o país e o seu sistema educativo. Normalmente, corresponde a uma formação ao nível do ensino secundário, incluindo tanto os níveis 3 e 4 da Classificação Internacional Normalizada da Educação.

No Brasil, o ensino técnico é voltado para estudantes de ensino médio ou pessoas que já possuam este nível de instrução. O ensino técnico é realizado em instituições de ensino com autorização das secretarias estaduais de educação ou secretarias estaduais de ciência e tecnologia, dependendo do estado.

Mais um projeto extremamente necessário ao desenvolvimento da cidade de Redenção e a região envolvente, a escola profissional já em fase final de obras, preste a inaugurar com capacidade para várias centenas de alunos. Entre várias especialidades, enfermagem é a principal.

Imagem 1 do post ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Imagem 2 do post ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Imagem 3 do post ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Imagem 4 do post ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL



PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO

A criação de um Polo Industrial no município de Redenção está cada vez mais perto de tornar-se realidade e se depender apenas do empenho do prefeito Manuel Bandeira, a obra estará sendo iniciada ainda este ano, pois a compra do terreno já foi acertada com o proprietário e aprovada na Câmara Municipal.
Em visita à área adquirida para a ampliação do Distrito Industrial de Redenção, o prefeito destacou as políticas de incentivo à industrialização do Governo Municipal e o fomento à diversificação da matriz econômica a partir da instalação de novos empreendimentos.

“Oito grandes empresas estão confirmadas para o município, o que vai gerar muitos  empregos diretos e indiretos  nun futuro proximo. Neste local às margens da CE 060 será instalada a primeira Indústria de Lâmpadas, Luminárias e Componentes LED. Esse é o nosso sonho e por isso estamos focados na criação do nosso polo. Redenção rumo ao desenvolvimento econômico, geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida da nossa população”, destaca o prefeito.

A área para o Distrito Industrial  conta com o espaço de 40 hectares que deverá receber fábricas de diferentes segmentos econômicos.

FOTOS DA PRIMEIRA EMPRESA EM FASE DE INSTALAÇÃO.

NOME: G&ART STEEL

AREA COBERTA 6000.00 M2

ATIVIDADES: SERRALHARIA E CONSTRUÇÃO 

REDENÇÃO IRÁ RECEBER EMPRESAS DE PORTUGAL E POLÔNIA

Cinco empresas internacionais estão prestes a se estabelecer no município de Redenção (distante 63 km de Fortaleza) até o final do ano. O valor total dos recursos chega a R$ 103 milhões, com a geração de mais de 1.100 empregos diretos na primeira fase de instalação. Com incentivos fiscais já aprovados pelo município e pelo Estado, as empresas aguardam a conclusão da fase de projetos técnicos e de financiamento. Os protocolos de intenções foram assinados na reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial, realizada no dia 27 de março.
O maior investimento é da polonesa EG, com R$ 29,5 milhões e perspectiva de geração de 560 empregos. A indústria pretende implantar uma unidade industrial para fabricação de conversores de energia elétrica e diodos emissores de luz (LED).
De acordo com Júlio César Nogueira, sócio-diretor da EG, a fábrica entrará em operação ainda em julho. Júlio ressalta que a escolha por Redenção se deu após o fracasso nas negociações com Amontada. “Houve atraso na entrega do projeto do parque industrial. Nossos equipamentos não podem esperar”, afirma. Os outros setores contemplados são fabricação de perfilados metálicos e gesso, estruturas e postes metálicos, produção de galvanização e pintura eletrostática.
De acordo com o secretário Alexandre Pereira, presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico, o Governo do Estado realiza prospecção de investimentos e recebe constantemente empresários interessados em investir no Ceará. No caso de Redenção, o secretário diz que o projeto é interessante, pois contempla uma cidade do interior sem tradição industrial.
“Temos mantido bom diálogo com um grupo gaúcho que é um dos maiores fabricantes de móveis do Brasil e avalia a possibilidade de se instalar no Ceará”, destaca.
Manuel Soares Bandeira, prefeito de Redenção, garantiu que a ida já está acertada. “Nesta sexta-feira vamos assinar a nossa lei de incentivos fiscais. Além disso, já criamos órgãos e autarquias que desburocratizam o processo de instalação. A Prefeitura cedeu terrenos com mais de 50 hectares e compatíveis com a necessidade da empresa, inclusive em área privilegiada, próxima às rodovias. É o principal atrativo”, enumera. “As indústrias já estão com o nome do município registrado no CNPJ”.

EMPRESAS EM PROCESSO DE LICENCIAMENTO PARA INSTALAÇÃO NO NOVO POLO INDUSTRIAL

EG Indústria de Led Ltda
Origem:
 Polônia

Atividade: Fabricação de componentes eletrônicos e diodos emissores de Luz (LED)
Empregos diretos: 560
Investimento: 29,5 milhões

Galva Steel do Nordeste Galvanização Ltda
Origem: Polônia
Atividade: Indústria de galvanização e pintura eletrostática
Empregos diretos: 100
Investimento: R$ 18 milhões

GK Brasil Indústria de Gesso Ltda
Origem: Portugal
Atividade: Fabricação de gesso e perfilados metálicos
Empregos diretos: 160
Investimento: R$ 18 milhões

GM Metal Nordeste Indústria de Postes Ltda
Origem: Portugal
Atividade: Fabricação de estruturas e postes metálicos
Empregos diretos: 140
Investimento: R$ 18,8 milhões

JK Eletric Indústria de Inversores Ltda
Origem: Polônia
Atividade: Fabricação de conversores de energia elétrica e diodos emissores de Luz (LED)
Empregos diretos: 140
Investimento: R$ 18.8 milhões
(Fonte: Jornal O Povo)

INVISTA NA CIDADE DE REDENÇÃO....INVISTA NO DESENVOLVIMENTO

Imagem 1 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 2 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 3 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 4 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 5 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 6 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 7 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 8 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 9 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 10 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 11 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 12 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 13 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 14 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 15 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 16 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 17 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO Imagem 18 do post PÓLO INDUSTRIAL - EM CONSTRUÇÃO



URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - O PROJETO

Este novo projeto urbanístico da NDT, em propriedade própria, totalmente licenciado e em curso, é uma urbanização privilegiada pela sua  localização frente à estrada estadual CE - 060 e junto à cidade de Redenção que se encontra em pleno desenvolvimento universitário e industrial. A urbanização VILLAS ITAPAÌ está a ser infraestruturada com ruas em calçada de pedra, rede de águas e rede elétrica. O saneamento será assegurado por mini estações de tratamento individuais, de acordo com a lei vigente. Nas zonas institucionais doadas  pela NDT, a perfeitura está comprometida em construir uma pré escola, uma escola de ensino fundamental, um poliesportivo coberto. De ambito privado está previsto a construção de um shoping com cerca de 3.000 m2 de área junto à  estrada estadual CE 060, que serve a urbanização.

URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ é mais um  projeto NDT de média dimensão considerada, que merece a confiança dos nossos habituais parceiros e a de novos investidores interessados em participar no mercado imobiliário Brasileiro.

  

URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - CIDADE DE REDENÇÃO – CE BRASIL
URBANIZAÇÃO RESIDENCIAL E COMERCIAL


QUADRO NUMÉRICO
ÁREA DO TERRENO: 200.000.00 M2 ( 664 lotes)
PARCELAMENTO DE SOLO ( ÁREAS )
VERDES / LIVRES : 19.254.36 M2
SISTEMA VIÁRIO / ARRUAMENTOS: 31.275.50 M2
INSTITUCIONAIS / EQUIP. URBANOS: 17.198.20 M2
AREA / UTIL DE LOTES: 119.698.58 M2
LOTES DISPONÍVEIS: 372
INVESTIMENTO PREVÍSTO: R$ 6.600.000.00

Ver mapa em pdf

Imagem 1 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - O PROJETO Imagem 2 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - O PROJETO Imagem 3 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - O PROJETO Imagem 4 do post URBANIZAÇÃO VILLAS ITAPAÍ - O PROJETO



FOTOS DA OBRA

Imagem 1 do post FOTOS DA OBRA Imagem 2 do post FOTOS DA OBRA Imagem 3 do post FOTOS DA OBRA Imagem 4 do post FOTOS DA OBRA Imagem 5 do post FOTOS DA OBRA Imagem 6 do post FOTOS DA OBRA Imagem 7 do post FOTOS DA OBRA Imagem 8 do post FOTOS DA OBRA Imagem 9 do post FOTOS DA OBRA Imagem 10 do post FOTOS DA OBRA Imagem 11 do post FOTOS DA OBRA Imagem 12 do post FOTOS DA OBRA Imagem 13 do post FOTOS DA OBRA Imagem 14 do post FOTOS DA OBRA Imagem 15 do post FOTOS DA OBRA Imagem 16 do post FOTOS DA OBRA Imagem 17 do post FOTOS DA OBRA Imagem 18 do post FOTOS DA OBRA Imagem 19 do post FOTOS DA OBRA Imagem 20 do post FOTOS DA OBRA Imagem 21 do post FOTOS DA OBRA Imagem 22 do post FOTOS DA OBRA Imagem 23 do post FOTOS DA OBRA Imagem 24 do post FOTOS DA OBRA Imagem 25 do post FOTOS DA OBRA Imagem 26 do post FOTOS DA OBRA Imagem 27 do post FOTOS DA OBRA Imagem 28 do post FOTOS DA OBRA Imagem 29 do post FOTOS DA OBRA Imagem 30 do post FOTOS DA OBRA Imagem 31 do post FOTOS DA OBRA Imagem 32 do post FOTOS DA OBRA Imagem 33 do post FOTOS DA OBRA Imagem 34 do post FOTOS DA OBRA Imagem 35 do post FOTOS DA OBRA Imagem 36 do post FOTOS DA OBRA Imagem 37 do post FOTOS DA OBRA Imagem 38 do post FOTOS DA OBRA Imagem 39 do post FOTOS DA OBRA Imagem 40 do post FOTOS DA OBRA Imagem 41 do post FOTOS DA OBRA Imagem 42 do post FOTOS DA OBRA Imagem 43 do post FOTOS DA OBRA Imagem 44 do post FOTOS DA OBRA Imagem 45 do post FOTOS DA OBRA Imagem 46 do post FOTOS DA OBRA Imagem 47 do post FOTOS DA OBRA Imagem 48 do post FOTOS DA OBRA Imagem 49 do post FOTOS DA OBRA Imagem 50 do post FOTOS DA OBRA Imagem 51 do post FOTOS DA OBRA Imagem 52 do post FOTOS DA OBRA Imagem 53 do post FOTOS DA OBRA Imagem 54 do post FOTOS DA OBRA Imagem 55 do post FOTOS DA OBRA Imagem 56 do post FOTOS DA OBRA Imagem 57 do post FOTOS DA OBRA Imagem 58 do post FOTOS DA OBRA Imagem 59 do post FOTOS DA OBRA Imagem 60 do post FOTOS DA OBRA


MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO

Imagem 1 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 2 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 3 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 4 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 5 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 6 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 7 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 8 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 9 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO Imagem 10 do post MODELOS DE CONSTRUÇÃO PROPOSTOS PARA A URBANIZAÇÃO


FOTOS LANÇAMENTO

Imagem 1 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 2 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 3 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 4 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 5 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 6 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 7 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 8 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 9 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 10 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 11 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 12 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 13 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 14 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 15 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 16 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 17 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 18 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 19 do post FOTOS LANÇAMENTO Imagem 20 do post FOTOS LANÇAMENTO

VÍDEO DE LANÇAMENTO

INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES

ORIGEM DA RENTABILIDADE: O nosso volume de negócios no Brasil, é baseado em vendas de lotes a crédito. De forma contratual com reconhecimento em cartório público, os nossos clientes assumem a dívida relativa à aquisição de uma ou mais frações com crédito suportado pela nossa empresa que normalmente se estende em até 120 meses. A dívida do nosso cliente é anualmente atualizada através do IGPM (abaixo descrito), acrescida de uma taxa de juros média de 0,6% ao mês. Daí advém a ótima rentabilidade que podemos oferecer aos nossos investidores. 

IGP-M (ÍNICE GERAL DE PREÇOS MERCADO:É uma das versões do Índice Geral de Preços (IGP). É medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e registra a inflação de preços desde matérias-primas agrícolas e industriais até bens e serviços finais.

A NOSSA PROPOSTA: consiste em oferecer participação neste projeto garantindo uma ótima rentabilidade. Os capitais dos nossos investidores serão usados para suportar obras da urbanização sendo totalmente assegurados com a titularidade temporária de lotes urbanos através de contrato especifico reconhecido em cartório público. A rentabilidade é repassada anualmente englobando amortização e juros. 

O montante a investir pode ser parcelado até 24 meses. Neste caso a rentabilidade financeira iniciará a partir do momento em que o investidor liquidar 50% do valor acordado. 

Valor mínimo de investimento R$ 18.900.00 (dezoito mil e novecentos reais). 

PDF - REGISTRO DE INCORPORAÇÃO MATRÍCULA 1016

Solicitação de resgate da cota investida, pode ser parcial ou integral, será sempre com aviso prévio mínimo de 6 meses de antecedência à NDT, sempre com rescisão e liquidação à data de contrato. A NDT reserva para si os mesmos direitos e condições em relação ao investidor.

9 BOAS RAZÕES PARA PARTICIPAR E INVESTIR NOS NOSSOS PROJETOS

Investimento em mercados imobiliários emergentes
Investimento em cidades em pleno desenvolvimento
Investimento sobre garantia real de propriedade
Administração total da carteira de investimentos sem custos
- Impostos sobre rendimentos reduzidos
Prazos de investimentos entre 1 e 10 anos
Valores de investimento variáveis 
Investimento pode ser dividido em até 24 meses
Rentabilidade média anual: 14% a 20% (variavel conforme por projeto)

 


PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA

No Brasil, o déficit habitacional hoje é de 5,2 milhões de unidades.

Embora o programa governamental “Minha Casa, Minha Vida” tenha reduzido esse déficit em 8%, o número de famílias de baixa renda que moram em condições precárias – como favelas e áreas de risco  continuará crescendo, conforme a população se expande.Um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas estima que 11,2 milhões de moradias devem ser construídas para erradicar o déficit habitacional em dez anos.
No entanto, não será possível acabar com o problema se a indústria da construção civil continuar a usar os mesmos métodos e recursos que vêm utilizando.
Para suprir essa demanda de unidades, precisamos de processos mais eficientes que permitam construir de forma mais rápida e mais barata promovendo ainda o desenvolvimento urbano sustentável.

NOVA FASE DO MINHA CASA MINHA VIDA VAI CONTRATAR 2 MILHÕES DE MORADIAS
(Publicado em 31/03/2016)

Nos próximos dois anos serão investidos cerca de R$ 210,6 bilhões, dos quais R$ 41,2 bilhões são do Orçamento Geral da União.
Em sete anos, Minha Casa Minha Vida entrega mais de 1.000 casas por dia

Minha Casa Minha Vida realiza sonho da moradia própria para 10 milhões de brasileiros

Com nova fase, Minha Casa Minha Vida vai alcançar 4,6 milhões de casas construídas

O governo federal lançou nesta quarta-feira (30) a terceira etapa do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV3). Nesta nova fase serão contratadas mais 2 milhões de unidades habitacionais em todo o País até 2018. Nos próximos dois anos serão investidos cerca de R$ 210,6 bilhões, dos quais R$ 41,2 bilhões são do Orçamento Geral da União.
O MCMV3 criou uma nova faixa de renda, chamada "faixa 1,5", ampliando os subsídios para famílias que ganham até R$ 2.350,00. Além disso, a seleção dos beneficiários das faixas 1 e 1,5 será feita pelo Sistema Nacional de Cadastro Habitacional, conferindo mais transparência ao processo. Está previsto ainda melhorias nas unidades habitacionais.
Beneficiários e interessados poderão acompanhar todo o processo pelo Portal do Minha Casa Minha Vida, que concentrará informações sobre o programa, simulador de financiamento, além da situação cadastral de cada família.

Nova faixa, 1,5 foi criada para atender a parcela da população que tinha dificuldades para acessar o programa pelos padrões anteriores: renda pouco superior ao máximo permitido na faixa 1, mas com dificuldades para encontrar imóveis da faixa 2 compatíveis com a capacidade de financiamento.
Dessa forma, o programa vai ampliar os subsídios para famílias que recebem até R$ 2.350 mensais. A nova faixa terá subsídios de até R$ 45 mil, para imóveis até R$ 135 mil, de acordo com a localidade e a renda, além de financiamento com juros anuais de apenas 5%.
A partir do dia 4 de abril, os interessados dessa faixa farão seu cadastro pelo site do programa, que definirá os beneficiários pelo novo Sistema Nacional de Cadastro Habitacional.

Faixas de renda, para permitir que ainda mais famílias acessem o programa, as demais faixas também tiveram seus limites de renda ampliadas.
O teto da faixa 1 passou de R$ 1,6 mil para 1,8 mil; a faixa 2 vai de R$ 3.275 para R$ 3,6 mil; e a faixa 3 admitirá famílias com renda de até R$ 6,5 mil, valor que antes era de R$ 5 mil.

Valores máximos, os imóveis também aumentaram, em decorrência da atualização dos custos da construção e das melhorias estabelecidas nesta nova fase.
Na faixa 1, passam de até R$ 76 mil para até R$ 96 mil, e nas faixas 2 e 3 o teto passa de R$ 190 mil para R$ 225 mil.
Na faixa 1,5, o imóvel custará até R$ 135 mil.
Na faixa 1, até 90% do valor do imóvel será subsidiado e os beneficiários pagarão prestações mensais de até R$ 270, de acordo com a renda, sem juros e durante 10 anos.
Na faixa 1,5 o subsídio é de até R$ 45 mil e o financiamento do saldo restante será feito com juros de 5% ao ano.
O subsídio da faixa 2 será de até R$ 27,5 mil, de acordo com a renda e localidade, com juros de 5,5% a 7% ao ano. Na faixa 3 o financiamento terá juros anuais de 8,16%.

Melhorias, os imóveis da faixa 1 terão acréscimo de 2 metros quadrados na metragem mínima, passando para 41 metros quadrados, além de contarem a partir de agora com melhor isolamento térmico e acústico, de forma a oferecer maior conforto aos moradores e maior durabilidade das construções.
Serão incorporados mais itens de sustentabilidade, como aeradores de torneira, válvulas de descarga com acionamento duplo, sensores de presença para a iluminação de áreas comuns, bombas de água com certificação Procel e sistemas alternativos ao de aquecimento solar.

A arborização será obrigatória: deverão ser plantadas arvores preferencialmente nativas na proporção de uma árvore para cada 5 unidades habitacionais nos conjuntos de apartamentos, e uma árvore para cada 2 unidades habitacionais nos conjuntos de casas.

Os novos parcelamentos deverão ser realizados na forma de loteamentos, ou seja, todas as ruas deverão ser públicas e conectadas com o restante do bairro ou da cidade. Isso proporcionará integração ainda maior de serviços, aumentando conforto e segurança. As quadras deverão ter tamanho máximo que permita o deslocamento seguro dos pedestres e as calçadas e ruas deverão ter larguras mínimas que comportem diferentes modos de transporte e arborização.
O MCMV3 vai priorizar os melhores projetos. Nesta nova fase, as propostas apresentadas pelas construtoras passarão por processo de qualificação prévia: será aberto um ciclo para apresentação de propostas. Ao fim deste ciclo será atribuída pontuação para as melhores propostas, segundo critérios como atendimento ao déficit, unidades maiores, melhor inserção urbana, entre outros pontos.

Portal, para melhorar ainda mais o acesso e a transparência do programa, será lançado o Portal MCMV, que reúne todas as informações necessárias para cidadãos, empresas, gestores públicos e entidades.
O portal abrigará o Sistema Nacional de Cadastro Habitacional (SNCH), que permitirá ao cidadão consultar sua situação em relação ao cadastro realizado em sua cidade, como parte das ações que visam dar maior transparência e publicidade ao processo de cadastramento e seleção dos beneficiários nas faixas 1 e 1,5.
Os interessados fazem o preenchimento do cadastro e apresentam os comprovantes de forma digital. O sistema fará a avaliação e validação dos dados. Quando houver necessidade, os beneficiários serão sorteados de acordo com aprovação de contratações de unidades para cada região.
Na faixa 1, o diagnóstico de demanda e o cadastramento continuarão a ser feitos pelas prefeituras, mas agora submetendo os cadastros ao novo SNCH, para que todo o processo seja acompanhado pelos interessados, de forma transparente e garantindo que os parâmetros do programa sejam cumpridos integralmente.
Para a faixa 2 do programa, os interessados poderão fazer simulações do financiamento de acordo com os valores de renda e do imóvel desejado.

Unidades já contratadas, lançado há sete anos, o programa Minha Casa, Minha Vida alcançou a marca de 4,2 milhões de unidades contratadas, sendo que 2,6 milhões destas já foram entregues. Mais de 10,4 milhões de pessoas - equivalente a população de Portugal - já mora em suas próprias casas, que estão distribuídas em 96% dos municípios brasileiros, ou 5.330 cidades. O investimento total no programa ultrapassa R$294 bilhões.
https://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2016/03/minha-casa-minha-vida-vai-contratar-2-mi-de-unidades-e-ampliar-o-numero-de-familias-candidatas-ao-beneficio 

JUCA VARELLA / AGÊNCIA BRASIL ( publicado em 30/06/2016)
 “O Minha Casa, Minha Vida, agora na terceira fase, também é um instrumento de recuperação da economia brasileira, é um instrumento de recuperação de emprego, é o caminho que nós vamos seguir. Nós queremos que a economia brasileira retome seu caminho. Para isso, sem estabilidade política, nós não chegaremos lá. Aqueles que querem interromper um mandato legitimamente eleito, que não seja pelos instrumentos legais, vão ser responsáveis por retardar a retomada do crescimento econômico e a geração de empregos. 
https://br.sputniknews.com/brasil/20160330/3969381/Dilma-Minha-Casa-Minha

SENADO DÁ GARANTIA A BANCOS EM USO DO FGTS NO MINHA CASA, MINHA VIDA
Fundo vai garantir pagamentos no caso de uso do FGTS no programa. Matéria já havia passado pela Câmara e segue para sanção presidencial.
O Senado aprovou nesta quarta-feira (30) a medida provisória que visa dar garantias aos bancos em contratos do programa Minha Casa, Minha Vida para financiamentos feitos com desconto do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Pelo texto, no caso de inadimplência, caberá ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) assumir a dívida com a instituição financeira. Como o texto já havia passado pela Câmara, a medida segue agora para sanção presidencial.


CÂMARA DÀ GARANTIA A BANCOS EM USO DO FGTS NO MINHA CASA, MINHA VIDA
Em troca, o fundo poderá cobrar as prestações atrasadas diretamente do beneficiário do programa. Atualmente, o FAR já concede cobertura para o caso de morte ou invalidez do beneficiário do Minha Casa, Minha Vida.“O Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) poderá prestar garantia à instituição financeira, em favor do beneficiário, nos casos de operação de financiamento habitacional ao beneficiário, com desconto concedido pelo FGTS para a aquisição de imóveis construídos com recursos do FAR”, diz a MP. A comissão mista que primeiro analisou a medida provisória modificou o texto para incluir obrigação de destinar 10% da dotação destinada à habitação de interesse popular, que atende pessoas com renda familiar mensal de até três salários mínimos, para a construção de moradias populares em municípios com até 50 mil habitantes.
Eles também incluíram na proposta que haverá prioridade para as famílias residentes em áreas de risco, insalubres, que tenham perdido a casa em decorrência de enchentes ou outro desastre natural do gênero.
https://g1.globo.com/economia/noticia/2016/03/senado-da-garantia-bancos-em-uso-do-fgts-no-minha-casa-minha-vida.html

PDF
Governo amplia Minha Casa, Minha Vida para famílias com renda de até R$ 9 mil _ Economia _ G1 

PDF
Minha Casa Minha Vida - Programas da União _ Caixa

Imagem 1 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 2 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 3 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 4 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 5 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 6 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 7 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 8 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 9 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 10 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 11 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 12 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 13 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 14 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 15 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 16 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 17 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 18 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 19 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 20 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 21 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 22 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 23 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 24 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 25 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 26 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 27 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 28 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 29 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 30 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 31 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA Imagem 32 do post PROJETO MINHA CASA MINHA VIDA